Notícias

5 de agosto de 2021

Medalhas consagram skate brasileiro em Tóquio

De acordo com o IBOPE Repucom, 57% dos praticantes têm entre 18 e 29 anos

 

São Paulo, 5 de agosto de 2021 – Definitivamente o skate brasileiro foi consagrado em Tóquio-2020 com as três medalhas de prata conquistadas por Rayssa Leal e Kelvin Hoefler, no street, na semana passada, e Pedro Barros, no park, na madrugada desta quinta-feira. Com isso, até agora, é o esporte que mais ganhou medalhas para o Brasil nos Jogos Olímpicos.

O skate é um dos cinco novos esportes que entraram nos Jogos Olímpicos de Tóquio e roubou a cena. Mais do que a novidade e o desempenho dos brasileiros, o que chamou atenção foi a idade de Rayssa. Com apenas 13 anos, ela se tornou a atleta mais jovem da história do Brasil a subir ao pódio olímpico. Hoefler tem 28 anos e Pedro 26.

Segundo dados do Sponsorlink, pesquisa do IBOPE Repucom sobre inteligência em comportamento, hábitos e atitudes sobre patrocínio e consumo de mídia dos fãs de esportes, dos 5,2 milhões de praticantes de skate no País, 57% são jovens entre 18 e 29 anos. E mais: 41% são mulheres. A pesquisa ainda revela que os fãs do skate também são jovens, com 36% do público tendo entre 18 e 29 anos.

 

Sobre o Sponsorlink

Maior pesquisa especializada em esportes do mundo, é uma solução do IBOPE Repucom que traz informações sobre hábitos, atitudes sobre patrocínios, consumo de meios e comportamento de compra entre fãs de campeonatos e modalidades esportivas.

Universo: representatividade de 102,2 milhões de internautas brasileiros com 18 anos ou mais. Onda: abril/2021

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Veja também

12 de janeiro de 2015

Cristiano Ronaldo supera Messi fora dos campos de...

A poucas horas de descobrirmos quem é o melhor jogador de futebol... [ Veja mais ]

29 de abril de 2019

Senna: 25 anos após sua morte, o piloto...

<h3><em>Levantamento IBOPE Repucom mapeia o nível de conhecimento e interesse por celebridades... [ Veja mais ]

15 de agosto de 2019

A restruturação do mercado de patrocínio no futebol...

<h4>Por José Colagrossi Neto, diretor executivo do IBOPE Repucom</h4>   Passados seis meses da... [ Veja mais ]