Notícias

21 de junho de 2022

Surfe ultrapassa os 45 milhões de fãs no Brasil, maior volume da última década

Popularidade do esporte avança sobretudo após as olimpíadas e alcança  41% de fãs no universo de brasileiros conectados.

 

São Paulo, 21 de junho de 2022 – Nesta quinta-feira, 23/06, a Oi Rio Pro terá seu início em Saquarema-RJ. Após uma paralisação de mais de dois anos devido à pandemia de Covid-19, a Championship Tour da WSL (World Surf League) volta ao País. Segundo a organizadora do evento, a edição de 2022 será a maior de todos os tempos no Brasil e o IBOPE Repucom divulga um dado inédito sobre o Surfe, que atingiu um nível histórico em volume de fãs entre os brasileiros.

 

É o que revela a pesquisa Sponsorlink, do IBOPE Repucom, especializada em perfil e comportamento dos fãs de esporte no País. Em 2013, 26% dos brasileiros conectados se declaravam Fãs de Surfe (“interessados” ou “muito interessados” pela modalidade), o que representava pouco mais de 14 milhões de indivíduos.

 

Já na onda mais recente do estudo, de novembro de 2021, logo após a estreia da modalidade na Olimpíada de Tóquio, este volume atingiu seu pico histórico desde o início da realização do estudo. Atualmente, os Fãs de Surfe são 41% do universo de brasileiros conectados com 18 anos ou mais, o que hoje representa 45,3 milhões de indivíduos.

 

Segundo a metodologia da pesquisa, ao considerarmos os três níveis possíveis de interesse por uma modalidade esportiva, os que se declaram “muito interessados”, “interessados” ou, ao menos, “um pouco interessados” são 70% do universo de internautas brasileiros. Com este resultado, o Surfe entrou para o grupo dos 15 esportes com maior interesse geral da população brasileira conectada, entre 30 esportes pesquisados na pesquisa.

Perfil do Fã – Ainda segundo a onda mais recente do estudo, a modalidade se destaca pela afinidade com indivíduos de 18 a 39 anos, que contempla 58% dos fãs de Surfe.

 

Arthur Bernardo Neto, diretor de desenvolvimento de negócios do IBOPE Repucom, comenta que: “a estreia do Surfe e a medalha de ouro de Ítalo Ferreira nos Jogos Olímpicos de Tóquio certamente contribuíram para este resultado histórico para o esporte no País. Mas é importante ressaltar que o crescimento de 15 pontos percentuais no volume de fãs foi construído na última década pelos títulos de atletas brasileiros no circuito mundial da WSL. Nos últimos oito anos, dos sete campeonatos mundiais realizados, cinco deles foram vencidos por brasileiros. Portanto, o volume de fãs, a performance esportiva e a quantidade de atletas de ponta fazem do Surfe uma das principais plataformas de patrocínio da atualidade”.

 

 

Fonte: Sponsorlink – IBOPE Repucom 

Maior pesquisa especializada em esportes do mundo, é uma solução do IBOPE Repucom que traz informações sobre hábitos, atitudes sobre patrocínios, consumo de meios e comportamento de compra entre fãs de campeonatos e modalidades esportivas.

Universo:

Onda de setembro/2013: 53,5 milhões de internautas brasileiros com 16 anos ou mais.

Onda de novembro/2021: 109,8 milhões de internautas brasileiros com 18 anos ou mais.

Veja também

10 de abril de 2018

Paulistão e Carioca 2018: A repercussão das finais...

<strong><em>Em levantamento especial, o IBOPE Repucom apurou o volume de comentários sobre... [ Veja mais ]

20 de maio de 2015

Mulheres são as principais fãs do surf no...

Logo após o encerramento da etapa brasileira do Circuito Mundial de Surf... [ Veja mais ]

2 de junho de 2016

83% dos superfãs de basquete do Brasil vinculam...

Com final da NBB, entre o Bauru e Flamengo, em Marília (SP),... [ Veja mais ]