Vantagens competitivas:

Maior projeto já realizado sobre o perfil do torcedor brasileiro. Três ondas de pesquisa tradicional, aliada à pesquisa online e profunda análise de social media.

Identificação de oportunidades de novos patrocínios e parcerias para os clubes, otimização das ações de patrocinadores e detentores de direitos.

Reconhecimento dos patrocinadores dos clubes, e os fatores que impedem maior presença nos estádios e adesão nos programas de sócio-torcedores.

Pesquisa definitiva sobre o perfil dos torcedores do futebol brasileiro

 

Clique abaixo e conheça em detalhes a composição da pesquisa DNA Torcedor 2017:

Pesquisa Torcedor 2017

1


Pesquisa Torcedor 2017

1

  • OBJETIVO: mapear os torcedores do futebol brasileiro e conhecer em profundidade: o tamanho, localização e perfil demográfico, renda familiar e nível de instrução das torcidas. Preferência por campeonatos, consumo de mídia, reconhecimento dos patrocinadores, compra e avaliação da camisa oficial, ida ao estádio e sócio-torcedor.
  • CARACTERÍSTICAS: amostra robusta, entrevistas pessoais e com representatividade nacional.

Sponsorlink

2


Sponsorlink

2

  • OBJETIVO: conhecer os hábitos, preferências, e comportamento de consumo esportivo dos fãs de esporte no Brasil.
  • CARACTERÍSTICAS: pesquisa realizada com painel online (representatividade da população de internautas brasileiros). Maior agilidade e análise de tendências comportamentais. Identificar tendências e impactos de curto e médio prazo no cenário esportivo.

Social Media intelligence

3


Social Media intelligence

3

  • OBJETIVO: especialistas em monitoramento de redes sociais, o IBOPE Repucom tem como objetivo fornecer informações estratégicas para o clube e patrocinadores.
  • CARACTERÍSTICAS: através de vasta varredura em nas quatro principais plataformas de mídia social, trazer a distribuição geográfica dos comentários relacionados ao clube, principais temas e influenciadores.

 

Entrega

Relatório com o detalhamento dos resultados obtidos pelas três bases de investigação.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn